Todos concordam que Tia Ciata foi um nome de vital importância para o surgimento do samba carioca, mas quantos conhecem seu rosto? É buscando preencher lacunas como essa que chega ao Museu de Arte do Rio, neste sábado, a “Coleção MAR + Enciclopédia Negra”.

A exposição faz parte do projeto Enciclopédia Negra, com consultoria e curadoria de Flávio Gomes, Lilia Schwarcz e Jaime Lauriano, que busca jogar luz sobre personalidades importantes do Brasil, cuja trajetória foi apagada ou não tiveram sua imagem registrada.

O curador-chefe do Museu de Arte do Rio, Marcelo Campos, apresenta a mostra e ressalta a importância do conhecimento desses protagonistas da nossa história.

A exposição, que abre ao público, faz parte de uma parceria do Museu de Arte do Rio com a Pinacoteca de São Paulo, mas a edição carioca tem novidades. Das 250 obras expostas, treze foram criadas por seis artistas contemporâneos convidados e vão entrar para a coleção do museu após a mostra.

Márcia Falcão, Larissa de Souza, Yhuri Cruz, Bastardo, Jade Maria Zimbra e Rafael Bqueer retrataram personalidades negras, como Abdias Nascimento, Heitor dos Prazeres, Tia Ciata, Manuel Congo, Mãe Aninha de Xangô e João da Goméia. O curador MAR assegura: quem for ao museu vai se surpreender.

A “Coleção MAR + Enciclopédia Negra” abre temporada com entrada franca. Depois, segue até o dia 3 de julho, com visitação às quintas, sextas, sábados e domingos, das 11h às 18h, com ingressos a R$ 20, inteira, e R$ 10 para estudantes, idosos, professores, portadores de deficiência e pessoas que comprovarem morar na cidade.

Endereço Museu de Arte Rio: Praça Mauá, 5 – Centro, Rio de Janeiro – RJ, 20081-240

*Com supervisão de Vitoria Elizabeth

Fonte: Agencia Brasil