Desde as novidades tecnológicas depois da internet e os aplicativos de smartphone, a relação Aluno x Escola x Mercado tem-se mostrado muito íntimas e rápidas. Antes da pandemia de 2020 já havia aula ao vivo para o aluno que não estivesse presente. Na pandemia esse processo acelerou e tivemos que reformatar nosso conteúdo para online. Até aí nada de novo. Todos, de alguma forma, tiveram que agir assim.
O que surpreende é sentir o aluno mais atento e mais próximo, mesmo distante fisicamente. Tem sido assim também na volta presencial. Parece que estávamos seguros em casa e agora carentes do presencial. Final feliz para quem realmente quer aprender a se situar melhor na sociedade através da comunicação.

O nome “locutor” (aquele que lia textos), deu lugar ao que agora tem opinião. A novidade, e por que não dizer, o desafio, é formar um profissional capaz de entender essas mudanças e fazer parte delas. Os novos comunicadores produzem suas ideias, fazem roteiros, gravam vídeo, editam áudio, maquiagem, iluminação…

Quem estiver preparado para esse mercado multimídia sai na frente. A Escola de Rádio, agora ER+, precisa dizer ao aluno que não basta ler bem, ter uma boa dicção ou uma boa ideia.

Precisamos gerar conteúdo. Não seremos dependentes de empregos formais e precisamos estar prontos para produzir nossa carreira através de conteúdos que vamos gerar na internet.

Criar blogs, canais de vídeo, podcasts, rádios e tvs online, entrando ao vivo nas redes sociais já está na rotina.

Você está pronto para essa mudança?
Nós estamos prontos para ensinar e aprender!

Quer ficar pronto pro mercado multimídia? #vempraer

Por Ruy Jobim